liberte seu texto!

em destaque

Noites inquietas

Pois quando eu já menos esperava, você me apareceu de novo. Não bastasse não ter sido convidada – nunca foi –, você agora chega de golpe, arrombando a porta. Não tem mandado os avisos de costume; não dá chance de defesa. Eu bem poderia sair para pedalar, aumentar o volume da música. Beber com os amigos. Essas coisas funcionam, acho que você já…

textos | aleatório

Um copo que cai

Um burburinho interrompeu o bocejo daquela manhã que já esticava os braços. Sob o tampo de mármore, na pia da cozinha, assovios, vaias e protestos.…
1 De 8

Corre pro Abraço

Abraço: Flexão do verbo abraçar na: 1ª pessoa do singular do presente do indicativo. Substantivo masculino da ação de envolver algo ou alguém com os braços, mantendo essa pessoa ou coisa próxima ao peito; amplexo; demonstração de carinho, de amor, de afeto ou de amizade, geralmente feita após uma…

Cena Carioca

Passei por essas plácidas colinas E vi do asfalto, barulhento, tiroteio findar vidas de forma repentina. Vejo o homem da milícia, armado domina o morro: algoz dessas ruínas que exclama com clareza: aqui o caralho! Ó coragem “do polícia”! Ó vasta desolação da viúva, estéril esperança que…

Discurso à beira do caos

Por favor, não me peçam mais poemas ou crônicas. Não me peçam mais análises, opiniões, prognósticos. Não tecerei ensaios, artigos ou teses. Tampouco estou disposto a ler originais. Não, pelo amor de Deus, não! Não me mandem originais. Mas, acima de tudo, não me peçam discursos. Não me peçam para…

Parem com a globalização

A globalização aproxima diversas sociedades em âmbitos econômicos, sociais e culturais. Os últimos anos mostram a enorme velocidade desta expansão de ideias, que deixam o mundo cada vez menor e alteram o formato das relações entre as pessoas. - Oi Paulo, tudo bom cara? Que saudade! — Jair chegava…

E agora, Verão?

E agora, Verão? O happy hour acabou, a piscina fechou, a brisa sumiu, a noite chegou, e agora, Verão? e agora, Você? Você que não é ameno, que esquenta os corpos, Você que traz lembranças, que anima, enfraquece? e agora, Verão? Está sem guarda-sol, está sem biquini, está sem…

Saudades do Fliperama

Ouvi inúmeras vezes meus pais contarem que quando eu era pequeno, não podia passar em frente a um fliperama que queria entrar a todo custo. Até certa idade ficava sentado nos equipamentos, mexendo nos botões, achando que jogava. Mas quando passei a entender e controlar os comandos de verdade, o…

Não se fabricam mais despertadores como antigamente

Quando o despertador toca e me espreguiço para tirar o sono que ainda carrego em meus olhos, sempre abro a janela e olho para o meu jardim. Minha grama já passou do tempo de ser cortada. A bergamoteira este ano, sei lá, parece que não vai dar tantos frutos. Os pássaros pulam entre ela e a goiabeira…

De portas abertas

A infância é uma gaveta fechada, numa antiga cômoda de velhas magias. (Vinícius de Moraes) Era meados de junho. Como em todo o final de estação, Helena arrumava os armários e separava o que não queria mais para entregar a instituições de caridade. Fazia isto com o…

O verão de 79

O ócio é a oficina do diabo. Bobagem. Grandes feitos também podem nascer de momentos aparentemente áridos de vagabundagem. A tese passou pela minha cabeça enquanto tentava lidar com a ansiedade e o tesão diante das curvas daquela mulher que para mim havia se despido. Poucas, pouquíssimas horas…

Natal na estrada

            Fomos convidados a passar o Natal na casa da minha irmã, interior do Estado. Nossa filha, que trabalhava no comércio, atrasou bastante a partida. Se tudo corresse bem, ainda chegaríamos a tempo de cear e abrir os presentes – antes da meia-noite. Mas não correu tudo bem. No trecho mais…

Desespantalhamundos

Tinha aquela menina. Fazia o padre rifar seus pecados com a ave-maria-cheia-de-graça na ponta da língua e o aleluia por debaixo da batina, em uma oferta que desassossegava até as excelências mais castas, quando a boca entreaberta presenteava a língua à hóstia. Catequizada no rigor bíblico, nas…

Ponha a culpa em Gilda

Difícil lidar com esse troço, sempre foi. Eu, com quase trinta anos, pensando em homens e mulheres, e sem saber se os outros eram como eu. Ninguém nunca me contou nada parecido. Quando criança, eu geralmente me enxergava como menino e fazia coisas de menino: jogava bola com a turma da rua, saía pra…

Escarpim preto, no. 36, salto 10

          Jamais gostei de viver só. Desde muito novo, andava me enrolando com alguma meia de seda. Meu estilo garboso e requintado exigia que eu não me envolvesse com qualquer uma. Meias grossas não tinham vez comigo. E, mesmo as finas, quando ficavam velhas e furadas, eram trocadas pelas mais…

Desabafo de uma vítima

Às vezes me pergunto o que passa na cabeça de alguns pais para escolher determinado nome para o filho? Trabalhando na pediatria já me deparei com pérolas que, em alguns casos, tomei a liberdade de educadamente perguntar a origem. O público assíduo do hospital tem uma fascinação por consoantes,…

O dia em que a Terra parou. De vez.

Logo nas primeiras cenas, em belo preto e branco, uma estranha nave prateada, com formato de tampa de panela, aterrissa num amplo jardim, localizado no centro do poder. Ao mesmo tempo, comoção, paranoia e discussões inflamadas atingiam audiências mundo afora. O ano era 1951. E o filme, “O dia em que…

Ponha a culpa em Gilda

Difícil lidar com esse troço, sempre foi. Eu, com quase trinta anos, pensando em homens e mulheres, e sem saber se os outros eram como eu. Ninguém nunca me contou nada parecido. Quando criança, eu geralmente me enxergava como menino e fazia coisas de menino: jogava bola com a turma da rua, saía pra…

Parem com a globalização

A globalização aproxima diversas sociedades em âmbitos econômicos, sociais e culturais. Os últimos anos mostram a enorme velocidade desta expansão de ideias, que deixam o mundo cada vez menor e alteram o formato das relações entre as pessoas. - Oi Paulo, tudo bom cara? Que saudade! — Jair chegava…

E agora, Verão?

E agora, Verão? O happy hour acabou, a piscina fechou, a brisa sumiu, a noite chegou, e agora, Verão? e agora, Você? Você que não é ameno, que esquenta os corpos, Você que traz lembranças, que anima, enfraquece? e agora, Verão? Está sem guarda-sol, está sem biquini, está sem…

A arte, a dor, o sexo e o amor

A arte – é parte da vidaA dor – é entrada e saídaO sexo – é desatinoO amor – é pleno e divinoA arte – é para todosA dor – é para quem somosO sexo – é quente e frenéticoO amor – é puro e ecléticoA arte – é imprescindível delitoA dor – é cruel conflitoO sexo – é para quem senteO amor – é para quem…

Vou-me embora para a Espanha

Lá não conheço ninguém Lá tenho dança, castanhola e paella No bar que escolherei Vou-me embora para a Espanha Vou-me embora para Espanha Aqui estou na incerteza com o Zé Por lá serei mulher que dança Que toma caña e sapateia pra gritar: “OLÉ!!!!” Pedirei um café solo Comerei tosta com um…
1 De 2

Estágio no Céu

Pairando no espaço, à sua frente, com o título “Planeta T - Itens a Regularizar” e um enorme carimbo “URGENTE” em vermelho no alto, o documento parecia desafiá-lo. Pensativo, sentado de lado na Alpha Centauri, o estagiário se remexia todo, incomodado, tentando coçar o traseiro numa das pontas da…

Triagem

- Fechamos o lote principal? - Sim. Agora falta o outro grupo. Ocorrências diversas. - Vamos acabar logo com isso. Quem é o primeiro? - Esta figuraça aqui. Tentou subornar um policial que estava aplicando uma multa. - Típico marginal. Manda ver, lado esquerdo. Próximo. - Este aqui furou a fila…

Um cético incorrigível

Eu não acredito em horóscopo, mas meu cachorro, sim. Então, toda manhã, incluindo domingos e feriados, o Alan traz o o jornal na cama e eu não posso sair dali até ler o que nos reservam os astros. Nos reservam? Mas o cronista acabou de dizer que não acredita em astrologia. Sim, eu disse isso. Mas é…

Parem com a globalização

A globalização aproxima diversas sociedades em âmbitos econômicos, sociais e culturais. Os últimos anos mostram a enorme velocidade desta expansão de ideias, que deixam o mundo cada vez menor e alteram o formato das relações entre as pessoas. - Oi Paulo, tudo bom cara? Que saudade! — Jair chegava…

Um copo que cai

Um burburinho interrompeu o bocejo daquela manhã que já esticava os braços. Sob o tampo de mármore, na pia da cozinha, assovios, vaias e protestos. Tesouras latiam ferozes acossando ainda mais o já dominado pano de prato, preso por dois garfos em cada ponta. O café da manhã não será servido. – Foi…

Ponha a culpa em Gilda

Difícil lidar com esse troço, sempre foi. Eu, com quase trinta anos, pensando em homens e mulheres, e sem saber se os outros eram como eu. Ninguém nunca me contou nada parecido. Quando criança, eu geralmente me enxergava como menino e fazia coisas de menino: jogava bola com a turma da rua, saía pra…

Doutor Lindo

Lindomar era feio. Muito feio. Mas não o tipo “feio-normal”, daqueles que causam, à primeira vista, uma certa estranheza alheia, seguida de um enternecido e quase silencioso “putz, que dó!”. Tampouco era do tipo “feio-clichê”, cujo reflexo, dizem, quebraria espelhos e acumularia anos de azar. Na…

O verão chega

De tão esperado, de tão desejado, de tão necessário, o verão chega. Chega na hora certa, no limite da primavera, que chega no limite do inverno, nos limites de quem cansa e de quem sonha. O verão chega. Chega pela inquietação e pela sede do que está por vir. Chega pela secura do que já não serve…

Memórias de um zagueiro de pelúcia

Confesso que ela veio lenta feito um volante trombador, mas chegou. É hora de pendurar minha parceira lilás com travas rosa. Repasso a braçadeira tigresa a quem honrar o posto de capitão. Mas tem que usar bigode! Já não acompanho as pernas rápidas, bronzeadas e musculosas dos atacantes mais jovens.…
1 De 2

Apaixonar

Se apaixone por alguém que te faça ser você mesmo, dos pés a cabeça. Durante a vida inteira. Se apaixone por alguém, que não te proíba de ser feliz. Se apaixone, por quem não te manipule. Por quem não viva de aparências. Por quem te respeite. Por quem faça coisas bestas, dar risadas do nada e, até…

Cena Carioca

Passei por essas plácidas colinas E vi do asfalto, barulhento, tiroteio findar vidas de forma repentina. Vejo o homem da milícia, armado domina o morro: algoz dessas ruínas que exclama com clareza: aqui o caralho! Ó coragem “do polícia”! Ó vasta desolação da viúva, estéril esperança que…

A arte, a dor, o sexo e o amor

A arte – é parte da vidaA dor – é entrada e saídaO sexo – é desatinoO amor – é pleno e divinoA arte – é para todosA dor – é para quem somosO sexo – é quente e frenéticoO amor – é puro e ecléticoA arte – é imprescindível delitoA dor – é cruel conflitoO sexo – é para quem senteO amor – é para quem…

Vou-me embora para a Espanha

Lá não conheço ninguém Lá tenho dança, castanhola e paella No bar que escolherei Vou-me embora para a Espanha Vou-me embora para Espanha Aqui estou na incerteza com o Zé Por lá serei mulher que dança Que toma caña e sapateia pra gritar: “OLÉ!!!!” Pedirei um café solo Comerei tosta com um…

E agora, Verão?

E agora, Verão? O happy hour acabou, a piscina fechou, a brisa sumiu, a noite chegou, e agora, Verão? e agora, Você? Você que não é ameno, que esquenta os corpos, Você que traz lembranças, que anima, enfraquece? e agora, Verão? Está sem guarda-sol, está sem biquini, está sem…

A culpa é do jazz e desse teu ego inútil

Quando tua respiração decaí sinto meus músculos se contraírem...É só isso que se leva do amor?A dor?A indiferença;A incerteza;A raiva e o ódio...Ah, não meu bem, enxugue as lágrimas elas não valem esse momentoEstarei vivo depois que a nuvem negra passar;Estarei me reerguendo firme com os punhos…

Você é o meu sonho bom

No meu coração jaz amor...Amor chama acessa e que alimenta a alma;Meus olhos brilham quando te vejo;Meu coração acelera e todo os meus medos desaparecem;Sinto a paz segurar a minha mão;Enquanto contemplo o céu azul do parque;Sinto seu abraço envolver-me,abraçando todos meus problemas e me ajudando…

Ai de ti, Porto Alegre

Ai de ti, Porto Alegre!Ai de nós, que te amamos, apesar de teus arroios mal cheirosos e de teu rio, depósito de corpos estranhos.Ai de ti, Porto Alegre, curtida em teus calorões de menopausa tardia, rodada de bar em bar, da Restinga ao Sarandi.Ai de nós, filhos degenerados, que sugamos teus morros…
1 De 2

Cena Carioca

Passei por essas plácidas colinas E vi do asfalto, barulhento, tiroteio findar vidas de forma repentina. Vejo o homem da milícia, armado domina o morro: algoz dessas ruínas que exclama com clareza: aqui o caralho! Ó coragem “do polícia”! Ó vasta desolação da viúva, estéril esperança que…

Discurso à beira do caos

Por favor, não me peçam mais poemas ou crônicas. Não me peçam mais análises, opiniões, prognósticos. Não tecerei ensaios, artigos ou teses. Tampouco estou disposto a ler originais. Não, pelo amor de Deus, não! Não me mandem originais. Mas, acima de tudo, não me peçam discursos. Não me peçam para…

Nada mais Justto

Morreu ontem. Falência múltipla dos órgãos. “Já foi tarde”, ouvia-se nas conversas no balcão da padaria, onde os jornais davam em primeira página: Morre seu Armando Justto, o último corrupto brasileiro. Os diversos processos por falsidade ideológica deixavam dúvidas quanto a sua verdadeira data de…

Triagem

- Fechamos o lote principal? - Sim. Agora falta o outro grupo. Ocorrências diversas. - Vamos acabar logo com isso. Quem é o primeiro? - Esta figuraça aqui. Tentou subornar um policial que estava aplicando uma multa. - Típico marginal. Manda ver, lado esquerdo. Próximo. - Este aqui furou a fila…

Corre pro Abraço

Abraço: Flexão do verbo abraçar na: 1ª pessoa do singular do presente do indicativo. Substantivo masculino da ação de envolver algo ou alguém com os braços, mantendo essa pessoa ou coisa próxima ao peito; amplexo; demonstração de carinho, de amor, de afeto ou de amizade, geralmente feita após uma…

Lua-de-Mel

Um século os separava. Cinquenta provocados por ela. Cinquenta provocados por ele. Ele justificava sua metade, dizendo que a necessidade de prover o sustento da família o afastara da convivência domiciliar. Era preciso criar os filhos; porém, os filhos cresceram, e ele continuou distante,…

Fotos e novelas: a história do meu nome

No tempo deste parágrafo, Nadir, que era “de Carvalho”, ainda era mãe só de uma, irmã de quatro, e filha. Anos à frente, passa tempo, seria também mãe de cinco, como Olívia, que era “de Oliveira”, sua mãe, a Vó. Um dia, do nada, se tornariam sozinhas, mulheres de maridos ausentes, jogadas no azáfama…

Não se fabricam mais despertadores como antigamente

Quando o despertador toca e me espreguiço para tirar o sono que ainda carrego em meus olhos, sempre abro a janela e olho para o meu jardim. Minha grama já passou do tempo de ser cortada. A bergamoteira este ano, sei lá, parece que não vai dar tantos frutos. Os pássaros pulam entre ela e a goiabeira…

Negro cheiroso

Fui apresentada a ele quando comecei a trabalhar. Era, de certa forma, uma situação inusitada, pois minha família não o apreciava. No escritório, parecia que todos gostavam e estavam habituados a ele, menos eu. Tentando disfarçar, eu participava das rodinhas de bate-papo com os colegas. Ele era…

Noites inquietas

Pois quando eu já menos esperava, você me apareceu de novo. Não bastasse não ter sido convidada – nunca foi –, você agora chega de golpe, arrombando a porta. Não tem mandado os avisos de costume; não dá chance de defesa. Eu bem poderia sair para pedalar, aumentar o volume da música. Beber com os…

Saudades do Fliperama

Ouvi inúmeras vezes meus pais contarem que quando eu era pequeno, não podia passar em frente a um fliperama que queria entrar a todo custo. Até certa idade ficava sentado nos equipamentos, mexendo nos botões, achando que jogava. Mas quando passei a entender e controlar os comandos de verdade, o…

O Problema

“É perigoso ter muitas mulheres. Quem tem seis, por exemplo, tem cinco oportunidades de ser enganado.” Antonio Maria Florêncio entrou no bar e buscou a penumbra. O canto estratégico, mal iluminado e perto do banheiro masculino, o recebeu de sombras abertas, cúmplice de seu desejo de…
1 De 2

Os seios de Tereza

Segundo pesquisa recente, o primeiro amor, apesar de querido e bem reputado, é um conceito um tanto nebuloso para boa parte da população. Cerca de cinquenta por cento dos entrevistados não conseguiram precisar, ou definir, o momento em que descobriram estar lidando com ele. Entre respostas…

Até que se prove o contrário

A Terra é redonda. Este é um inegável fato de conhecimento público há séculos. Porém, de uns tempos pra cá, um movimento que prega que o nosso planeta é plano vem ganhando força num âmbito mundial. Um recente estudo, por exemplo, apontou que 2% da população dos Estados Unidos acredita que a Terra…

Darth Vader, o vilão cafajeste

O cafajeste é um patrimônio nacional. Mesmo numa época que voga o politicamente correto, este personagem sem refinamento no trato social, atrevido e provocador ainda tem seu espaço no senso coletivo tupiniquim. As mulheres podem negar. Os homens podem dizer que não o admiram. Mas no fundo, todos…

Manual de instruções do verão

Parabéns! Você acaba de adquirir o verão, a mais valorizada das quatro estações do ano. Caracterizada pelo elevado calor e dias mais longos. É o período preferencialmente reservado para as férias. PRECAUÇÕES DE MANUSEIO Ao utilizar o verão, observe a necessidade de aproveitá-lo descansando, de…

Saindo à francesa

Lucas e Solange estavam casados há 15 anos. E desde que se conheceram não se desgrudaram mais. Era um daqueles casais que ninguém mais conseguia imaginar um longe do outro. Além do amor explícito, havia neles uma outra característica marcante, eram verdadeiros mestres em sair à francesa. Para…

Califórnia, de repente

Garoto, eu vou pra Califórnia Viver a vida sobre as ondas O meu destino é não sofrer neste infernal calor urbano Eu admito Ir pra Califórnia parece exagero Quero o vento beijando meus cabelos As ondas lambendo as minhas pernas E o sol abraçando o meu corpo Será que é pedir demais? O…

A sunga bege

Aquela maldita sunga bege! Naquele verão ele olhava para o seu pai à beira-mar com aquele detestável calção de banho de proporções minúsculas cor de pele. Já havia se tornado a rotina. Sua figura paterna chegava na praia, de chapéu, óculos arcaicos e barriga de proporções titânicas. Sem contar os…

Classificados Carentes

Jornal Top de Linha - Classificados Carentes - 01/02/2010 Homem Solteiro Procura - Loiro, alto, másculo, bonitão, financeiramente estabilizado. Procuro mulheres para relacionamento sério. Sou estilo Vinícius, poeta e exigente. Quero beleza e estereótipo, independente de raça. Pode ser uma bela…

Vou prá Nova York, tchau

I want to wake up In that city that never sleeps… Nova Iorque fascina. Ou, pelo menos, eu acho que fascina. Todos que a conhecem, ou conheceram, dizem que é um daqueles lugares que tem a capacidade de englobar, sintetizar, apaixonar. Outros dizem que ela é demais: gente demais, barulho demais,…

A Vez da Barra Funda

São Paulo, 10 de setembro de 1975. Dia da mudança da casa de Vila Maria para a Avenida Barra Funda. Dia de sol que não se via, com a luz difusa a se ver a São Paulo igual de todo o dia de semana. Uma São Paulo estranha sem perder a novidade. Para um piazito de quase seis anos e duas irmãs, uma de…

À espera de revolucionários

Dentre tantas atrações de Barcelona, o Museu Europeu de Arte Moderna (MEAM) é relativamente pouco conhecido. Numa viagem ao Velho Continente, para quem quer dar um tempo em meio a tantas igrejas e museus tradicionais, a visita vale a pena. O museu tem um propósito contundente e claro: está empenhado…
1 De 2

avaliações

beta | em caso de erros no site, ou dúvidas, abra um chamadoabrir chamado
+ +