liberte seu texto!

O verão chega

25

De tão esperado, de tão desejado, de tão necessário, o verão chega. Chega na hora certa, no limite da primavera, que chega no limite do inverno, nos limites de quem cansa e de quem sonha. O verão chega. Chega pela inquietação e pela sede do que está por vir. Chega pela secura do que já não serve mais e que ficou pra trás. Chega pelo desejo do desafio e pelo arrepio diante do que se pode. Pelo frio na barriga, o verão chega. Pela renovação e pela inovação, o verão chega. Pra quem quer se encontrar, o verão chega. Pra quem está vivo e pra quem vibra, o verão chega. Chega pelo cheiro da maresia, da verbena e do jasmim. Pelo barulho da cigarra e pelo silêncio na cidade grande. Chega pelo pé na grama, pelo pé na areia, pelo pé na água. Chega pelo corpo suado, que desliza; pela pele salgada, que tempera; pelo beijo fervente, que enlouquece. E mesmo no verão que chega, o frio e a neblina. O inverno dentro do verão. Inesperado, surpreendente, raro e delicioso. Passa rápido, só pra lembrar do prazer de ter chegado o verão. O verão chega pro início do segundo ato. Ou do terceiro. Ou do quarto. Abrindo as cortinas do espetáculo que recomeça. Com outro roteiro, de um outro modo, em uma nova ordem. Diferente, divergente, o verão chega e converte. E depois de tanto empenho, de tanta animação, a incerteza. Temido e evitado por ser difícil, o verão também chega. Afasta o conhecido, o confortável. Leva embora as referências e traz o incógnito, o obscuro e o secreto. Assusta e ameaça. Perverso, vem se armando. Vem forte, vem feroz. Denso, elétrico e destrutivo. Derruba árvores e muros. Afoga, transborda, desabriga. Água. E mais água. Véus montam cachoeiras sobre o asfalto. E ainda mais rápido do que veio, vai embora. Passa. Pra que se siga adiante, tranquilo. Sem parar, sem desistir. Sem olhar pra trás. O sol vence a tempestade. E limpa o horizonte. E nada mais é como era antes. O verde fica mais vivo, o ar fica mais limpo, a terra fica mais fértil. Há que se ter coragem pra viver o verão que chega. E pra, junto com ele, mudar.

Feliz de quem chega o verão.


GOSTOU DO TEXTO?
Envie sua avaliação e/ou comentário!

10 nota (2 votos)
Criatividade e estilo10
Ritmo e nexo10
Linguagem e gramática10
avaliações: avaliar
Filtrar por:

Seja o primeiro a avaliar.

User Avatar
verificado
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

mostrar mais
{{ pageNumber+1 }}
avaliar