liberte seu texto!

Navegação involuntária…

98

Em várias noites reflito sobre as incertezas da vida e por que ela é diferente para cada pessoa, a maior metáfora que eu mantenho em mente sobre a vida é o barco.
O barco se mantém firme todo percurso, mas ao longo desse percurso ele é abstrato.
você é um passageiro, não sabe se está indo na direção certa, não importa o rumo que tomar.
Dentro do barco surge a insegurança você não sabe que tipo de pessoa está embarcando junto com você, é um momento de inquietação e de constante mudança das pessoas que embarcam e desbarcam.
Cada passageiro tem o seu motivo de ter embarcado, uns emanam do amor, outros emanam do ódio.
A água flui divergentemente uma hora está em seu ápice de alvoroço, outra hora é a calmaria de um amanhecer.
E a chegada ao destino não é o fim, você quem dita se é o fim, existem várias alternativas, como o reencontro entre dois passados ou até mesmo a esperança do recomeço de vida.
E entre tudo isso, existe apenas uma coisa que realmente importa e na qual irá proporcionar o seu devido final da maneira em que você viveu. Então entre idas e vindas ao porto, escolha bem quem vai entrar para sua embarcação.


GOSTOU DO TEXTO?
Envie sua avaliação e/ou comentário!

    10 nota (7 votos)
    Criatividade e estilo10
    Ritmo e nexo10
    Linguagem e gramática10
    avaliações: avaliar
    Filtrar por:

    Seja o primeiro a avaliar.

    User Avatar
    verificado
    {{{review.rating_comment | nl2br}}}

    mostrar mais
    {{ pageNumber+1 }}
    avaliar