A arte – é parte da vida

A dor – é entrada e saída

O sexo – é desatino

O amor – é pleno e divino

A arte – é para todos

A dor – é para quem somos

O sexo – é quente e frenético

O amor – é puro e eclético

A arte – é imprescindível delito

A dor – é cruel conflito

O sexo – é para quem sente

O amor – é para quem segue em frente

A arte – é vasta e intensa

A dor – é vasta e imensa

O sexo – é para todos

O amor – é para quem somos

A arte – é plena e divina

A dor – é que nos edifica

O sexo – é entrada e saída

O amor – é parte da vida

A arte – é sentido que a vida pede

A dor – é que nos fortalece

O sexo- é que lubrifica

O amor – é que nos edifica

A arte – é que expressa a essência

A dor – é que modifica a existência

O sexo – é que aumenta a experiência

O amor – é que ensina a resiliência

A arte – é para quem sente

A dor – é para quem segue em frente

O sexo – é sentido que a vida pede

O amor – é que nos fortalece

 

A arte expressa a dor, o sexo e o amor.

O sexo é arte feita de amor.

A dor é inevitável assim como a arte, o sexo e o amor.

Gostou do texto? Curta, comente, avalie!
Envie comentário e/ou avaliação Cancel
Comentários para: A arte, a dor, o sexo e o amor

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receber aviso quando este autor publicar um texto?

me avise por email
X

me avise por email

E-mail :*

Tendência

inscreva-se e receba novos textos a cada semana na sua caixa de mensagens